Carta Missionária

Ana Lúcia Rosa Pereira – Senegal
Carta enviada em Março/2005

Dakar, março de 2005.

“Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos tem abençoado com toda a sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais em Cristo,…” (Ef. 1:3.)

Amado irmão em Cristo,

Graça e Paz!

Dou graças a Deus por você ter aceitado o desafio de cooperar com Ele nesta obra e caminhar conosco intercedendo por nós. Tudo o que fazemos é resultado de sua cooperação em nossa sustentação. Espero que o seu amor por missões seja contínuo e progressivo.

Foi através de informações dos campos, contato com missionários e, sobretudo, pelo estudo da Palavra, que o Senhor tocou meu coração e constrangeu-me a dar minha vida para a salvação dos povos não alcançados. E aqui estou, cheia de saúde, paz e alegria. Sei que o que faço é pouco diante de tão grandes necessidades, mas sinto-me em paz por fazer o que posso e busco em Deus capacitação e orientação para tal.

DESAFIOS E VITÓRIAS:

Línguas: Francês – O aprendizado do francês avança. Agora tenho mais prazer em fazê-lo, pois o compreendo melhor.

Wolof – Este está mais lento, pois tenho priorizado o francês. Mas é incrível como o pouco que falo toca-lhes o coração. Eles ficam alegres e se tornam mais receptivos e se prontificam a ajudar, inclusive os amados irmãos da igreja de Guediawaye.

Ensino: Discipulado – Continuo o discipulado da ex-muçulmana Francisca para o qual não tem faltado a graça, a sabedoria e a misericórdia de Deus. Estou me sentindo como uma mãe ao ver seu filho dar os primeiros passos. Francisca está evangelizando a muçulmana Fátima. Numa conversa informal, ela ficou tocada pela maneira como Francisca falava de Deus e pediu para que ela a visitasse. Francisca já teve oportunidade de orar com ela e tem abertura para levar músicas evangélicas para ouvirem. O fato dela falar wolof e ser africana tem contribuído para o fortalecimento da amizade.

Escola Bíblica – Ministro, aos domingos, aos adolescentes da igreja de Guediawaye (ministério do missionário da JMM, Pr. Jailson Serpa). Tem sido um grande desafio, pois o faço em francês, o que exige horas de pesquisa, estudo e planejamento. O fato de não dominar a língua exige pesquisas em dicionários e estudos em Bíblias em francês e português, traduções e treinamento em conversação, além da contextualização do conteúdo à realidade cultural dos alunos. Na ministração, conto com o apoio do missionário Pr. Jailson e da missionária Veralúcia (há 11 anos no Senegal). O desafio se torna maior diante da inteligência e interesse dos alunos. É uma aprendizagem recíproca, pois eles me ajudam no francês.

Amizades: Nesta área a luta tem sido contra mim mesma porque sou um pouco reservada e, pelo fato de não falar bem a língua, tenho a tendência de me fechar mais. Tenho me firmado na Palavra de Deus, vivenciando o texto que se encontra em II Tm 1:7 que diz: “Deus não nos deu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio”. Pelo poder de Deus, pelo amor a Deus e ao povo prossigo buscando o equilíbrio nos relacionamentos visando fortalecê-los para poder anunciar Cristo. O fato dos jovens serem muito simpáticos e gostarem de fazer amizades (característica do povo em geral) tem contribuído para o alcance do objetivo. No entanto, ainda não há abertura para se falar em religião. Mesmo entre os jovens percebe-se o zelo religioso. Uma das jovens aproveita o tempo livre na sala de aula para ler o alcorão. Durante um passeio a um lugar histórico, os rapazes pararam para orar de acordo com o ritual prescrito. Ao perguntar a uma outra jovem porque ela não apertava a mão dos rapazes, ela respondeu-me que era para evitar o despertamento do desejo. Ela aperta a mão só de seus familiares.

Mas também se percebe o fator tradição neste comportamento. Pedi a uma outra que lesse para mim um verso em árabe e quando perguntei o significado em francês ela me disse que não sabia e mudou de assunto. A outra, perguntei o significado do sacrifício do carneiro no Tabaski (festa em que se lembra o sacrifício de Isaque – para eles Ismael – por Abraão), e ela me disse que era ordem de Deus.

Radicais: Enquanto coordenadora do Projeto Radical África no Senegal, estou em tempo de preparo para receber o novo grupo de radicais que chega agora no primeiro semestre de 2005. Contratação de professor, locação de casa, aquisição e confecção de móveis, entre outras são as necessidades do momento.

Motivos de oração:

Sabedoria, discernimento e sensibilidade espirituais; Aprendizado das línguas; Fortalecimento espiritual de Francisca e salvação de seus filhos; Conversão da muçulmana Fátima; Crescimento e firmeza espiritual dos adolescentes: – dos sete alunos, somente dois são batizados; Oportunidade de falar de Cristo aos jovens universitários; Ousadia nos relacionamentos; Aluguel de casa e móveis acessíveis; Novos integrantes do Projeto Radical África; Novo professor de francês: Erick Toka, cristão do Benin; Equipe missionária do Senegal, principalmente pelo líder, Pr. Jailson e família.

“Por isso, recebendo nós um reino inabalável, retenhamos a graça, pela qual servimos a Deus de modo agradável, com reverência e santo temor; porque o nosso Deus é fogo consumidor.” (Hb. 12:28,29).

No amor de Cristo,

Ana Lúcia.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

5 respostas para Carta Missionária

  1. Fernando disse:

    eu até choro qd ouço isso como já falei antes aqui meu coração arde insensantimente por isso e sei o preço a ser pago de um dia ir pra onde papai quiser que eu vá

  2. Unknown disse:

    Gloria a Deus por que ele tem feito!!!!!!!!! E por ter levantado pessoas dispostas como a Miss. Ana Lúcia, que o Senhor abençoe e sustente ela!"Invista na Verdade, invista em missões…se vc não pode ir, vc pode enviar….o mestre nos ordena, ide por todo mundo e pregai…"Deus abençoe!Abraços

  3. luciane disse:

    Gostaria de saber como faço para manter contato com a missionária Ana Lúcia e com outros missionários.

  4. Unknown disse:

    deus esta no controle .neu estarei orando por voce e colocarei pessoas aqui em minha igerja para clamarem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s