Por Que Louvar?

Por Que Louvar?

por Vanessa Weiler Ribas

 

 

Aleluia! Como é bom cantar louvores ao nosso Deus! Como é agradável e próprio louvá-lo! (Sl 147.1)

 

A música está, de um modo ou outro, presente em nossas vidas. Há as cantigas de ninar, a trilha sono­ra dos filmes, as músicas que canta­mos no banheiro ou cantarolamos quando estamos muito felizes ou dis­traídos, e também aquelas músicas que lembram momentos ou fases es­peciais da nossa vida.

 

Em nosso relacionamento com Deus também há música. Mas você já parou para pensar por que motivo as pessoas cantam para Deus? Podemos louvar por meio dos mais variados rit­mos e estilos, cantores e grupos, hinos ou cânticos. Mas por quê? Cantamos porque conhecemos a música e gostamos dela? Por que esta­mos acostumados a isto e faz parte da nossa cultura? Afinal, qual é a nossa motivação quando cantamos algo para Deus?

 

Este texto começa com um convite à adoração – que cantemos a Deus com alegria, aclamando com nossas vozes aquele que concede a salvação. A partir do v 3, o salmista passa a citar a razão do nosso louvor: o Senhor é grande e rei (v 3), o criador e sustentador do universo (v 4-5) e também nosso Deus  e pastor (v 7). Um Deus tão grande torna-se tão próximo de cada um que se preocupa com nossas vidas assim como o pastor cuida de suas ovelhas. Como não louvar este maravilhoso Deus com as mais belas canções? Mas nem só com música se louva a Deus.

 

Diante daquele que é digno de toda adoração precisamos ter reverência (v 6) e também atentar para o que ele diz (7-8). Isso não quer dizer apenas ouvir em silêncio, mas também obedecer ao que o Senhor estabeleceu em sua Palavra. Para adorar a Deus precisamos abrir nossos lábios e dedicar a ele o melhor louvor que pudermos, mas também abrir nossos ouvidos e nossa mente para reter sua Palavra. Deus não espera de nós apenas música, mas uma vida dedicada a ele e obediente aos seus mandamentos.

 

Louvar a Deus é reconhecer quem ele é e agir como ele deseja.

 

Extraído de Pão Diário nº12 (Rádio Trans Mundial, 2008)

Anúncios
Esse post foi publicado em Reflexões. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s